Aquidabã sofre com surto de virose desconhecida

O município de Aquidabã, distante 92 km de Aracaju, e com aproximadamente 24 mil habitantes, pode estar sofrendo um surto de virose que ainda não foi identificada. A Fundação Médica Santa Cecília recebeu desde o início do mês de junho 234 pacientes com diarreia, febre e dores no corpo, em alguns casos apenas diarreia.

No único hospital da cidade, a sala de espera está lotada de pacientes de Aquidabã e de outros municípios que apresentam sintomas semelhantes. Em alerta, a Fundação e o município realizaram exames para saber se o surto pode ter relação com os vírus transmitidos pelo mosquito aedes aegypti, a exemplo do zika, chikungunya ou até mesmo dengue, mas em nenhum dos casos foi constatado algum desses vírus.

“Dos 45 leitos do Hospital, 43 estão ocupados por pacientes com essa virose desconhecida, os outros 2 leitos estão ocupados por pessoas com outros tipos de doenças” informou a enfermeira Ingrid Emilly, da Fundação Médica Santa Cecília.

O médico João Feitosa de Carvalho, diretor da Fundação, informou a nossa reportagem que a cota de internamentos pelo SUS do mês de junho esgotou, e todos os esforços estão sendo realizados para não deixar a população desassistida. “Não podemos dispensar os infectados e todos os procedimentos estão sendo realizados. O Estado tem conhecimento do caso e aguardamos ainda mais suporte para atender a demanda.” finalizou

A coordenadora da Atenção Básica do município, Elidayse Tavares, destacou que a Secretaria de Saúde tem compartilhado orientações importantes com a população através das equipes de saúde. “Suspeitamos da Virose da mosca que tem afetado várias cidades de Sergipe, mas, aguardaremos os resultados dos estudos que estão sendo realizados.”

Virose da mosca; Infecção do trato gastrointestinal (Gastroenterite) transmitida pelo consumo de alimentos que tiverem contato com a Mosca (Musca domestica Linnaeus).

Sintomas; 

  • Febre
  • Dor no corpo
  • Desconforto abdominal
  • Vômito
  • Diarreia
  • Coriza
  • Moleza
  • Ardência nos olhos

Causas; Devido ao período de chuvas, as moscas e outros insetos, acabam proliferando muito mais e contaminando o ambiente. Quando a mosca pousa no alimento, transmite diversas bactérias, fungos e vírus. Aumentando ainda mais os casos da doença. Se for viral, os sintomas são mais brandos e costumam desaparecer em até 5 dias. Se for bacteriana, os pacientes ficam mais debilitados e com quadros mais intensos de febre alta e diarreia.

Tratamento; É preciso ter cuidado especial com as crianças, que ainda estão em processo de fortalecimento da imunidade e por isso sofrem mais. O principal risco é de desidratação. Os pais precisam ficar em alerta com os primeiros sintomas e dar sempre bastante líquido às crianças. Em caso de suspeita de Dengue Hemorrágica, leve urgentemente ao hospital!

Prevenção;

  • Tomar muita água para evitar desidratação;
  • Manter a higiene do ambiente e dos alimentos;
  • Evitar lixeiras próximas a fogões, pias e geladeiras.
  • Não deixar acumular o lixo mais de 4 dias dentro de casa;
  • Lavar o fundo do recipiente onde é colocado o lixo com água sanitária 1 vez por semana;
  • Utilizar um prato ou outro utensílio para tapar a comida, evitando deixá-la exposta;
  • Não comer comida que esteve em contato direto com moscas;
  • Colocar redes contra moscas e mosquitos nas janelas;

Caso a pessoa apresente alguns desses sintomas, procure imediatamente o hospital mais próximo.

Por Genison Balbino

Publicado por

Genison Balbino

Repórter Comunitário da Aquidabã FM 104.9 WhatsApp: 99888-9534

Deixe uma resposta